A VIDA DAS BONECAS VIVAS


A VIDA DAS BONECAS VIVAS

Adulto

A Vida das Bonecas Vivas é um espetáculo de dança-teatro , criação do dramaturgo e diretor Dan Nakagawa, com o núcleo Sambeckett Arte e Criação, inspirado na comunidade global Living Dolls, na qual homens se vestem com máscaras, roupas de silicone e seios protéticos a fim de se transformarem em bonecas vivas, movimento surgido nos anos 80, e que tem adeptos na Alemanha, Reino Unido e EUA. A montagem investiga questões existenciais, de identidade, filosóficas e artísticas na construção psíquica da personalidade em busca de um duplo como forma de transcender a própria existência. E, pelas sutilezas, tensões cênicas e subjetivas, revela a maneira como a instauração dessa nova persona afeta a identidade e, por consequência, a dança do corpo transformado. Segundo o diretor, as personagens vão ao encontro de sua sombra, de seu duplo, tendo por base conceitos da psicanálise como o ‘estranho-familiar’, de Sigmund Freud, o ‘nosso outro no espelho’, de Jacques Lacan, o ‘retornar a si pela experiência do outro’, de Antonin Artaud.